• Exercícios físicos para viagem: Parte 1

    Exercícios físicos para viagem: Parte 1

    EXERCÍCIOS FÍSICOS PARA VIAGEM:

    DICAS E IMAGENS DE PRÁTICAS PARA CURTIR MELHOR A SUA VIAGEM
    PARTE 1

    sbp1-1

    Viajar é, talvez, uma das melhores formas de investir o tempo. Conhecer novas culturas, novos lugares, fazer novos amigos, descobrir novos prazeres. É aproveitar, enfim, as novidades do mundo.

    Até chegarmos ao destino, no entanto, é preciso preparo. Não apenas de roteiros ou hospedagem, mas principalmente o preparo físico. Mesmo que sua viagem não seja para escalar o Everest ou surfar nos mares havaianos, preparar seu corpo para pequenas adversidades – ou até mesmo pequenas aventuras – é fundamental.

    Pensando em como manter sua saúde e bem-estar em dia, preparamos uma série de blog posts sobre a prática de exercícios e alongamentos durante a viagem. São exercícios leves, ideais até mesmo para quem não pratica esporte ou qualquer outra atividade física.

    Neste primeiro momento, que tal começarmos pela ida? Pronto para colocar algumas dicas extras no programa de viagem? Então confira!

     

    PRIMEIRO DE TUDO, VISTA-SE DE ACORDO

    Use roupas que permitam seus movimentos e sejam confortáveis para viajar. Elas devem ser, claro, apropriadas para o clima que encontrará no destino final e práticas para serem usadas em outros momentos do passeio. Também, não devem ocupar muito espaço na bagagem.

    A educadora física Lausimar Soccol, proprietária da Academia Evolução e especializada em Prevenção e Reabilitação Física pelo Cefid-Udesc, ensina que o Dry-fit, tipo de tecido usado por atletas, permite a transpiração e seu processo de secagem é muito rápido. “É uma ótima dica para o verão ou destinos mais quentes, diz Lausimar”. Já para o inverno, o algodão é peça chave.

    Os sapatos também devem ser confortáveis e fáceis de tirar e por. Lembre-se que, no avião, por exemplo, os pés tendem a inchar. É recomendável tirar os sapatos durante o voo e colocar os pés um pouco para cima, se possível, claro.

     

    ALONGUE-SE SEMPRE!

    Imagine viajar para um país distante e exótico, com uma cultura incrível, paladares inusitados e rico em passeios para você e sua família. Maravilhoso, não? Tanto é que as longas horas no aeroporto e no avião nem parecem incomodar. No entanto, alguns pequenos exercícios de alongamento podem ajudar você a chegar ao destino final com energia e vitalidade.

    Selecionamos abaixo quatro alongamentos possíveis de praticar em qualquer lugar, todos indicados pela Lausimar. A educadora reforça que nenhum deles deve doer, e que, caso isso aconteça, o viajante deve cessar a atividade. “Nenhum alongamento deve doer. Leve o movimento até onde sentir que o músculo estendeu até o máximo. Sustente a posição respirando profundamente para ter essa percepção.”

     

    ALONGAMENTO BÁSICO DOS BRAÇOS

    1) Estique os braços para trás, juntando as mãos e cruzando os dedos. Eleve os braços até onde conseguir, sem forçar muito. As pernas devem estar levemente afastadas. Respire de sete a oito vezes, lentamente. Lembre-se: você deve inspirar pelo nariz e soltar o ar pela boca.

    sbp1-2

    2) Outra forma de alongar os músculos do braço é puxando o cotovelo de um com a mão de outro para junto do seu peito, como demonstra a foto. Procure deixar o antebraço em um ângulo de 45º. Respire de quatro a cinco vezes, lentamente. Esse alongamento também trabalha a musculatura das costas.

    sbp1-3

     

    ALONGAMENTO BÁSICO DAS PERNAS

    1) De pé, suba seu pé esquerdo e segure-o com a mão esquerda. Procure ficar com a postura ereta – em todos os movimentos de alongamento é fundamental manter a postura correta e o pescoço alinhado. Respire de quatro a cinco vezes lentamente. Depois, troque de perna e de mão, repetindo o movimento. Esse alongamento trabalha a região do quadríceps, o músculo traseiro da coxa, que envolve praticamente todo o fêmur. Caso você não tenha segurança no equilíbrio, pode se apoiar em alguma base ou em alguém.

    sbp1-4

    2) Com a postura e pescoço eretos, coloque uma perna um pouco mais à frente da outra.  Suba a ponta do pé dessa perna, deixando apenas o calcanhar encostar no chão. Você pode utilizar o meio fio para o movimento. Respire lentamente de sete a oito vezes. Volte a perna para o lugar e repita o movimento com a outra. Essa movimentação alonga a panturrilha e ajuda a acelerar a circulação sanguínea, prejudicada pelas longas horas na posição sentada.

    sbp1-5

     

    CUIDADO AO CARREGAR AS MALAS

    É muito comum que, depois de tanta correria, o viajante fique afoito para encontrar logo sua hospedagem e, finalmente, aproveitar. Nessa ânsia, é normal que ele pegue sua bagagem de qualquer maneira, provavelmente a que seja mais fácil para carregar de cá para lá.

    Para Lausimar, é aí que mora o perigo: é fácil distender um músculo ou ficar com um incômodo torcicolo durante todo seu passeio ao puxar peso sem o músculo aquecido.

    A dica aqui é que, ao retirar a bagagem de dentro do porta-mala, do troller ou da esteira no aeroporto, o viajante segure a mala com as duas mãos, distribuindo o peso igualmente no corpo e que a barriga esteja encolhida. Isso, segundo a educadora física, aciona a  “casa da força” (que vem do Pilates power-house), o que garante que peso será levantado e transportado por todo corpo e não apenas pelos membros superiores.
    Já para carregar a mala, caso ela não seja de rodinhas, o ideal é deixar o braço que está levando o peso levemente flexionado, evitando que isso acabe forçando o ombro. Aqui, como no alongamento, a postura deve estar reta.

    sbp1-6

    Com pequenas ações e atenção ao que o corpo está enfrentando é possível garantir uma viagem sem dores ou machucados.

    Mas esse é apenas o começo! Ainda temos muito para falar sobre preparos físicos em viagens! Acompanhe nossa série de blog posts e não esqueça de comentar suas histórias.


    parceria-sbtur-academia-evolucao

     

Deixe o seu comentário

Cancelar reenvio